Post Extra – Vida após intercâmbio

O blog já está encerrado eu sei, mas muita gente me pediu pra postar como estão as coisas pós intercâmbio! Acho justo, tem gente que me acompanha desde meu outro blog e sumi assim sem nem ao menos da uma satisfação é fogo né não?? Eu acompanho blogs e quando um se encerra fico naquela de quero mais, então entendo perfeitamente!

Adiei esse post por mêses a fio, Rose que o diga né Rose? Mas agora vai!

Pois bem.. cheguei em pleno mês de papai noel o que por um lado foi ótimo. Passar o natal em família reconforta a volta, mas foi péssimo no quesito emprego. Eu tinha voltado já decidida que não queria voltar pra mesma área que eu trabalhava, continuaria com TI mas não fazendo a mesma coisa. Claro porque ir pelo mais simples se eu posso complicar né? Não seria eu!  Eu poderia ter voltado pra empresa antiga a qual eu pedi demissão pra viajar, mas não, teimo em recusar qualquer oferta do ramo pra começar alguma coisa do zero!

Como era Dezembro e empresas não contratam fim de ano, resolvi fazer uns cursos na nova área que eu queria ir e em janeiro, consegui um emprego, o que foi até rápido já que minhas amigas que retornaram demoraram em média 4 meses pra conseguir entrar no mercado de trabalho. Empresa pequena, muuuuito pequena, meio bagunçada… longe do que eu tinha como referência que eu tinha passado 5 anos trabalhando! Mas era o que tinha pra hoje, eu tinha que re-começar e pra re-começar tem que ser por baixo né? Da mesma forma que se re-começa quando se vai pra um novo país e que você se submete a vender jornal no sinal de trânsito, tem que submeter a começar de baixo quando retorna pra seu país também.

Com 5 meses pedi demissão, empresa pequena que pensava pequeno e agia menor ainda… tinha futuro ali não! Consegui um outro emprego em outra empresa e em outra área! Assim mesmo pei-pfu saindo de uma entrando em outra. Basicamente apostei pra vê no que ia dar. Apostei e perdi, após 3 meses fui demitida! Desabei, 30 anos na vida e a primeira vez que eu tinha sido demitida… normalmente eu peço demissão. Tudo na vida tem sua primeira vez, essa foi a minha! Não, não fiz nada de errado… só as coisas não funcionaram na empresa como estávamos esperando. “Estávamos”leia-se a empresa e eu!

Nesses meses tentei não lembrar de Dublin nem da vida que levava lá… mas era bem difícil a cada fila que eu enfrentava a cada esbarrada que as pessoas me davam, a comida, o trânsito o calor, a rotina… tudo fazia falta! Meu ano estava bem instável… pedi demissão, fui demitida… consequências de 1 ano fora do país e eu sabia que seria assim e seria pior por não querer voltar pra mesma área. Eu tinha plena consciência do que fiz quando pedi demissão pra ir e tinha mais ainda quando voltei e os passos que seguiria por mais doloroso que seria!

Convites para voltar para antiga empresa surgiram mais de uma vez e eu recusei mais de uma vez… já era outubro, passei pouco mais de 1 mês desempregada que parecia 1 ano pra mim e em novembro fui chamada pra outra empresa pouco antes de aceitar o quarto (ou seria o quinto?) convite para retomar a antiga empresa, já estava pensando que minha teimosia seria burrice e que o melhor mesmo seria voltar! Mas aceitei o convite da nova empresa e no fim de novembro comecei a trabalhar novamente!

Pela primeira vez depois da minha volta vi a necessidade do inglês. Tive que fazer uma entrevista em inglês e um redação em inglês, passei e me chamaram pra trabalhar lá! E uso inglês praticamente diariamente… não conversando (infelizmente), sinto muita falta de tentar falar inglês, mas todo email que mando tem que ser em inglês e converso pelo chat com pessoas da índia e dos EUA. Fui treinada por um cara do Texas, sotaque carregadíssimo e com um indiano… não sei quem era pior de entender! Vi o quanto travei esse tempo todo sem falar… e que meu inglês ainda é um lixo!

Ainda estou nessa mesma empresa, uia já estamos em Setembro já já completo 1 ano lá, vou ter que soltar fogos pra comemorar!

Quanto a saudades de Dublin…. imensa…. o Sorry vem na cabeça ainda hoje antes mesmo de “Desculpa” é automático, sinto falta dos supermercados de lá, mesmo eu emagrecendo 6kg em quanto estive lá e eu comia viu, mas gastava muita caloria também rsrsrs! Sinto falta das ciclos faixas das caminhadas dos parques, aquela ilha é surreal!

Não, não tenho vontade de fazer outro intercâmbio, não seria a mesma coisa… mas tenho vontade de sair do Brasil. Alías sempre tive e conhecendo o que é bom então… impossível não querer!

Veja bem não é que não gosto do Brasil, até gosto, acho um país muito bom com belas praias e pessoas calorosas mas não é pra mim, me sinto uma estranha no meu próprio país.

Não gosto da sobrevida que se leva aqui, da insegurança que sinto todos os dias quando saio pra trabalhar, do medo que me dá toda vez que paro num sinal de trânsito e acho que o cara que vende pipoca vai me assaltar, do falar alto das pessoas, da falta de educação de não respeitar seu espaço.
Sinto falta das pessoas pararem no lado direito da escada rolante para as mais apressadas passarem no lado esquerdo, sinto falta das pessoas na fila do supermercado pararem uma distância de um braço esticado literalmente para dar espaço a você e não bater com o carrinho nas tuas pernas, sinto falta do sorry quando alguém quer passar e você está na frente. Sinto falta de caminhar e o único medo que vou sentir é se um drogado vai me jogar tomate. Sinto falta de pegar meu tablet/notebook/celular e usar no metrô em quanto viajo pra outra cidade no fim de semana só pra conhecer o que tem de bom sem ter medo de que vão assaltar o metrô. Sinto falta de botar a camera pendurada no meu pescoço e sai por ai fotografando preocupada só se vai chover ou não.

Cada dia que abro o jornal e me deparo com uma noticia de morte e assassinato meu coração vem na boca as pessoas roubam por prazer e matam por brincadeira. Não quero viver num país assim, não quero criar filhos num local onde eu mal consigo sobreviver.

Veja bem não acho que lá fora seja so paraíso, tem seus problemas e crises.. mas com toda crise se vive com um mínimo. Se tem o mínimo pra viver. Se tem saúde e segurança por igual!

Pra se ter noção da violência em que vivemos no ano de 2013 de acordo com a UNODC a cada 100 mil habitantes aproximadamente 54 MIL  foram de homicídios intencionais.
Sabe quantos foram na Irlanda? 52 homicídios. Isso mesmo 52! Ah é um país pequeno tem que ter menor proporção né?
Então vamos pegar um país maior. No Canadá foram 505! Vai me dizer que o Canadá é pequeno?!

Existem lugares piores que o Brasil? Com toda certeza. Mas eu tou procurando o melhor pra mim e não o pior! Fazer referência com países piores que o Brasil é querer se enganar e achar que mora no paraíso!

Não vou dizer aqui que só isso é motivo para querer ir embora, mas que assusta isso assusta sim! Mas nem todos estão disposto a querer re-começar em outro lugar e por mais que eu coloque dados e mais dados provando por A+B que em outro lugar é possível se viver melhor, pra quem vive satisfeito com a vida que leva, eu disse satisfeito e não feliz (pra mim são coisas bem diferentes) não vai concordar comigo!

Certo dia eu tava lendo… na Europa e na America do norte os fogões de lá são elétricos e o dono da casa é responsável em quando alugar o imóvel já tenha geladeira e fogão. Caso ocorra algum problema com os equipamentos é ele que deve mandar concertar. O fogão de um casal que mora fora do Brasil parou de funcionar, ligaram pra dona do apartamento e ela mandou um rapaz lá dá uma olhada pra vê se tinha concerto ou se ela deveria comprar outro. Durante a visita do técnico que era imigrante eles conversaram descobriram que o técnico do fogão era Engenheiro Civil, mas que não conseguiu trabalhar na área dele nesse país que o aceitou como imigrante devido a diversos outros fatores e que então trabalha como técnico de elétrica e sustenta toda a família (mulher e filhos). Perguntaram se ele não preferia volta pra o país dele e atuar como Engenheiro mas a resposta foi automática preferia ser eletricista onde estava a viver como engenheiro na terra dele.

E é mais ou menos por ai que eu quero pra mim… não pretendo viver vendendo jornal na Europa nem muito menos me tornar eletricista de fogão, mas se é pra viver melhor não tenho medo nem problema nenhum de tentar uma coisa nova!

O que não quero pra mim é dormir pra acordar e acordar pra dormir. Gastando meu tempo trabalhando pra ganhar dinheiro e depois gastando meu dinheiro com remédios para tratar das doenças que obtive por trabalhar de mais!

É isso ai, espero que gostem de saber como ando depois desse tempo e quem sabe essa idéia minha de querer sair do Brasil depois se torne um novo blog…. caso positivo juro que venho aqui avisar!

Anúncios
Categorias: Uncategorized | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “Post Extra – Vida após intercâmbio

  1. Ceicinha

    Yuuuuuuuuu…passei por aqui só pra mostrar p minhas flatmates sobre sua experiência no EletricPicnic e encontro esse post….Ainnnnn, é um tapa na minha cara, pois sei que ainda não aproveitei Dublin/Irlanda como deveria. Meio que caí na rotina e isso e culpa totalmente minha, mas como sempre vc é uma inspiração, vamos lá, vou tentar deixar vc orgulhosa :*

  2. Rose Magna

    Ainnn adorei viu!… eu nunca sai do Brasil mas consigo imaginar a sua angustia… o fato da insegurança e da má qualidade da saúde realmente dá um up nesses sentimentos de querer ir p outro país! Trabalho com comércio e todo dia é quase uma loteria (fomos assaltados 3x em 4 anos)… horrivel ne!parece pouco mas foram momentos bem ruins… mas no meu caso nao quero sair do Brasil. Lembro tanto da minha infância sabe… anos 80 e 90… eu sempre morei na capital e andava de bicicleta nas ruas e uma avenida de de onde morava perto andava com 8 anos sozinha pra ir comprar biscoito e pão…. ain… dá até uma dorzinha de saudade… Hoje tenho uma filha e acho q isso faz toda a diferença em não pensar sair do país… quero que ela tenha tudo q eu tive… conheça tudo q eu conheci… vá no interior e pule na cacheira q eu pulei… e que vá pros interiores da vida aqui no Ceará, no sertaozao brabo e veja que lá também é bonito e q se divirta como eu me diverti naquela epoca… enfim… é dificil entender como ela terá tudo q eu tive se hj nao se pode mais fazer isso ne…. mas nós gostamos do interior… e ainda tem algumas cidades boas de morar… so nao tem internet q preste mas a gente vai levando… pq isso eh de menor importancia… mas continuando…. acho q vc tem tudo pra ter sucesso tanto na vida pessoal(felicidade) quanto profissional… pq deu pra perceber que é pau p toda obra ne…. num tem frescura…e vc consegue manter o foco… Concluindo… uma pena que a sua viagem acabou… mas q bom q conseguiu um emprego onde pode continuar praticando o ingles.. mesmo q so na escrita… vou ficar na torcida p q outras viagens e outros horizonte se abram …ahhhh vai pro EUA hahahah… pq minha viagem de ferias vai ser pra lá… nao sei qnd… mas vai ser …. hahhaha… esperando minha pequena crescer mais….ai vc mostra todos os lugares baratos e tudo mais.. hehehe Beijosss e abraços!!!!

    • Oi Rose!

      Entendo perfeitamente quem não tem vontade de sair do Brasil também!
      Acho aqui um lugar muito bom sabe, mas no meu ponto de vista apenas para umas belas férias… eu realmente não gosto e não me sinto bem morando aqui!

      Mooorrro de medo de ser assaltada, nossa senhora, rezo todos os dias! Acho que no dia que me assaltarem a mão armada, arrumo as malas no mesmo dia hahahah!

      Obrigada por sua torcida. Te desejo tudo de bom e pra sua filhota também!

      Ahh cheguei a ir pros EUA em abril rsrsrs, passei uns 12 dias lá, mas basicamente só fui pra Disney mesmo (mais um sonho realizado) nem consigo te dar muitas dicas de lugares a não ser os parques rsrs!

      É isso! Sempre apareça e pode deixar comentários que sempre vou responder!

      Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: